Melhores de 2011, pra mim, pra mim, pra mim

Confesso que, a cada ano, poucos artistas realmente me chamam a atenção e me fazem pensar: “Poxa, que coisa duca!”. Então, divido com vocês as quatro músicas que me surpreenderam este ano.

1. Lo que te hace grande, por Vetusta Morla. Desde que comecei a ouvir Sr. Chinarro, a música em espanhol começou a me agradar bastante. Essa banda me foi apresentada pelo cara que mais entende de música que conheço e certamente o brasileiro que mais conhece a nova música ibero-americana: Fernando Rosa. Música e clipe emocionantes.

2. How come you neve go there, por Feist. Olha, nunca ouvi o trabalho anterior dela e nem gostei tanto das outras músicas desse novo disco. Mas essa apresentação dela no David Letterman ficou gravada na minha memória. Tudo perfeito. Cada detalhe do arranjo merece destaque — o jeito econômico do batera, o backing vocal fenomenal, os sopros que entram na hora certa… Demais! Curto também o jeito da Feist tocar guitarra, sua voz, sua beleza. Curto o jeito e as roupas da meninas que cantam. Amo essa música, principalmente nessa versão ao vivo, que achei mais legal que a do CD.

3. Killing words, por The Johnny Nit Circus. Meu amigo Fernando Brasil começou a desenvolver aos poucos e de forma ainda discreta esse projeto paralelo ao Phonopop. A música mostra bem o quanto o cara tem capacidade para compor belas melodias pop, no melhor sentido possível que esse termo pode ter.

4. Um passo por vez, por Jair Naves. Uma composição emocionante, com a qual me identifico, corajosa e sábia. Aplaudo muito o Jair Naves por essa música.

Anúncios

0 Responses to “Melhores de 2011, pra mim, pra mim, pra mim”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Contato

humberto.rezende@gmail.com

Comprar CDs

Clique para baixar o CD (.zip)

Twitter

Instagram

Papai. Faria 83 anos hoje. Saudades. 1996. Casa. #architecture

Arquivo


%d blogueiros gostam disto: