Matéria no Correio Braziliense

Celebrando a vida

Pedro Brandt

As músicas de Beto Só podem passar a impressão de que o cantor e compositor brasiliense é uma pessoa triste. Ele afirma que não é o caso. “Não tenho uma explicação clara para isso. O fato é que sempre que vou exercer a criatividade com música, esse lado mais melancólico acaba aparecendo”, diz o músico de 38 anos, que esta noite lança o terceiro disco, Ferro-velho de boas intenções, com show no Teatro Eva Herz, na Livraria Cultura do Iguatemi Shopping.

“Talvez isso esteja ligado à minha relação com a música. Aquelas que mais me marcaram sempre traziam algo de melancolia, de reflexão sobre a vida”, arrisca Beto. “Minha primeira memória musical é Romaria, com Maria Bethânia cantando. A música me deixava triste, mas era a que eu mais gostava de ouvir na infância.”

Tentar descobrir a personalidade de Beto Só somente ouvindo suas canções, portanto, é um risco. “Eu não vou me matar”, brinca. “Acho que tenho um jeito estranho de ser otimista: eu não desprezo as dificuldades e os problemas que a gente enfrenta para viver uma vida boa. De forma geral, celebro muito a vida, mas não esqueço os obstáculos. Esquecê-los não seria fiel à forma como vejo o mundo”. Esse argumento, de certa forma, pauta as canções de Ferro-velho de boas intenções.

Como nos outros dois discos (Lançando sinais, de 2005, e Dias mais tranquilos, 2008), o cantor resgatou composições de sua antiga banda, Beto Só & Os Solitários Incríveis. A escolhida para Ferro-velho foi Poema rejeitado. “Pensei nela porque no disco novo eu queria falar mais da vida do que do amor, tema que dominava os outros dois. Ela acabou como um norte — e disso surgiram músicas como Boas intenções, Vivendo no escuro e Nem igual.”

Cordas
Ferro-velho de boas intenções é um disco quase acústico, com a presença marcante do violoncelo de Ataide Mattos. “Eu e o Ju, meu irmão e parceiro de composições, temos uma característica como compositores que é criar um instrumental muito melódico para as canções, mais do que os vocais. E queríamos trabalhar melhor essa característica. Por isso, o cello é tão importante nesse disco”, conta Beto, que cogitou gravar todas as canções acompanhadas apenas de violão e violoncelo, mas depois achou que assim “o disco ficaria muito chato”.

Ju Oscar, integrante também da banda Phonopop, é o responsável pelas guitarras e pelos violões do álbum. O baixo ficou a cargo de outro integrante do grupo brasiliense, Tharsis Campos, e as baterias foram gravadas por Rodrigo Txotxa, ex-Plebe Rude — banda de Philippe Seabra, que mais uma vez assina a produção de um disco de Beto Só.

No show de hoje, Beto, Ataide, Ju, Tharsis e o baterista Fábio Pereira mostrarão parte do repertório de Ferro-velho e canções dos trabalhos anteriores, como Meus olhos e O tempo contra nós. Daqui para a frente, o cantor pretende revezar a banda com o formato duo, apenas ele e Ataide. “Isso me abre a oportunidade de fazer shows em lugares mais intimistas”, comenta Beto.

Ainda assim, para o cantor, a realização de shows deixou de ser prioridade há muito tempo. “Desde o primeiro disco, eu tinha claro que seria um maratonista e não um corredor de 100 metros. Convivi com amigos que saíram de bandas ou que suas bandas acabaram porque o primeiro disco deles não os levou para uma grande gravadora ou até o sucesso. Sempre apostei que estava numa corrida longa, constituindo uma obra.”

O quarto álbum de Beto Só já está nos planos, um disco de intérprete com músicas de bandas do cenário independente: “A minha ideia é mostrar o quanto essa cena é uma alternativa estética e temática na música brasileira”. O encarte de Ferro-velho de boas intenções tem pinturas do artista plástico Fernando Lopes, ilustrador do Correio Braziliense. As obras estarão expostas hoje na Livraria Cultura.

Anúncios

0 Responses to “Matéria no Correio Braziliense”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Contato

humberto.rezende@gmail.com

Comprar CDs

Clique para baixar o CD (.zip)

Twitter

Instagram

Meu carrinho de autorama. #AyrtonSenna #toleman Tempo. Boa noite. Sem filtro, com exceção do Juno. Beijos.

Arquivo


%d blogueiros gostam disto: