Bailarinas

Demos uma pausa nas gravações do segundo disco para que o Philippe, nosso querido produtor, fosse curtir sua lua de mel. Ainda não falei muito desse disco, mas adianto que eu busquei fazer algo diferente do primeiro, em termos de letras e sons. É claro que muita coisa vai remeter ao primeiro disco. Existem baladas e canções de amor nesse também. Mas o ‘Lançando sinais’ tinha realmente um tema único, que impôs uma sonoridade intimista muito particular.

No próximo, a banda buscou arranjos mais variados e algumas músicas estão mais “pra cima”. A entrada do Bruno Sres na guitarra também trouxe novas possibilidades de timbres e algumas músicas estão ficando bem diferentes. Uma das mais queridas pra mim é ‘Minha doce bailarina’, que compus depois de assistir, em dias muito próximos, a dois espetáculo de dança: ‘Brasília, cidade em plano’, do grupo Anti Status Quo, e ‘Água e sal’, do Basirah (na foto, com a querida Lívia Bennet). Além da música, também escrevi algumas impressões sobre ‘Brasília, cidade em plano’, que enviei ao grupo na época e que transcrevo ali embaixo, no próximo post.

Para o disco, que vejo como a narrativa de uma pequena jornada até “os dias mais tranqüilos”, essa música tem um significado especial. Pra mim, é sobre a arte e seu poder de nos levar à reflexão e, assim, nos transformar.

Abraços!

Minha doce bailarina
(Beto Só)

Me dá de presente duas novas piruetas
Me faz me sentir o mais covarde dos caretas
Me faz pensar no que seu gesto quer dizer
Me faz lembrar da vida que eu tenho pra viver

Me faz criar coragem
Me faz sentir vontade
Me deixa só no canto
Mas não me olhe
Não me olhe enquanto dança

Me dá a luz azul pra que eu possa chorar
Me dá o amarelo se pretende me motivar
Me instiga com movimentos impossíveis de imitar
Me leva para um mundo que eu não posso controlar

Minha doce bailarina

Me dá de presente duas novas piruetas
Me faz me sentir o mais covarde dos caretas
Me faz pensar no que seu gesto quer dizer
Me faz lembrar da vida que eu tenho pra viver

Me faz esquecer do tempo
Me faz lembrar do belo
Me deixa arrepiado
Me faz soltar o verbo
Mas não me olhe enquanto dança

Minha doce bailarina

Me deixa curioso sobre seu pés
Me deixa fascinado por seu corpo de mulher
Me deixa admirado com todo seu suor
Me lembra como é saber o que é o bom e o melhor

Anúncios

3 Responses to “Bailarinas”


  1. 1 sergio_r 24/07/2007 às 15:11

    >prezado beto,nunca tinha acessado o seu blog antes. lendo os posts lembrei de um comentário que ouvi em algum lugar: “o artista que pensa que sabe muito sobre o seu processo criativo está completamente por fora”.um abraço!sérgio ricart

  2. 2 Beto Só 25/07/2007 às 15:09

    >Olá, Sérgio, valeu pela visita. O comentário é legal e também pode servir de norte. E concordo. O processo criativo é mesmo um mistério e nunca sabemos como chegamos exatamente ao resultado final. Não sei se você disse isso na intenção de dar esse toque pra mim, de dizer que todas as minhas análises são um sinal de que provavelmente estou “por fora”.Também não lembro que poeta disse que primeiro ele fazia seus poemas e só depois de prontos ia buscar entender o que tinha escrito. O que tento fazer aqui aqui é isso. As músicas já estão prontas, o disco é esse que está sendo gravado, e eu só estou tentando entender agora o que foi que eu fiz. Como eu fiz continua sendo mesmo misterioso. Aliás, eu só me sinto à vontade para falar sobre minhas próprias músicas porque elas de fato parecem ter sido feitas por outra pessoa. Não parecem mesmo ter sido feitas por um “eu” racional que queria chegar a um resultado específico e por isso foi colocando versos e notas organizados de determinada forma.não sei…

  3. 3 Marystela Ricciardi 27/10/2007 às 23:03

    >Oi Beto, sou mãe de uma jovem Bailarina e eu a chamo sempre de minha doce bailarina ou minha princesa.. nossa muito linda a poesia moço! Parabéns fiquei surpresa pela delicadeza com que desenvolveu o tema.. um abraço


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s




Contato

humberto.rezende@gmail.com

Comprar CDs

Clique para baixar o CD (.zip)

Twitter

Arquivo

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: